Faça o que eu digo…
julho 18, 2018
Ato de Lançamento Nacional da ANACRIM e posse da presidente da ANACRIM/MA, Sâmara Braúna.
julho 22, 2018

Nota De Repúdio

A ANACRIM – Associação Nacional da Advocacia Criminal vem a público apresentar Nota de Repúdio, relativamente ao comportamento desrespeitoso apresentado por parte da imprensa que, de forma pouco republicana, insiste em atacar a imagem do advogado que está à frente da defesa do médico, notoriamente investigado e preso, como suposto responsável pela morte de uma paciente, após ser submetida a uma intervenção médica de natureza estética.

Não estamos empreendendo qualquer juízo de valor sobre culpa, primeiro porque não nos cabe, segundo porque não há que se falar em culpa, antes mesmo do início da instrução criminal.

Não obstante, uma parte sensacionalista e desrespeitosa da imprensa, desconsiderando, inclusive, o sentimento da família e dos amigos da vítima, repercute o caso como se um espetáculo fosse.

Na mesma medida, usa de expedientes de desmoralização para estigmatizar a defesa e o advogado, produzindo manchetes jocosas, questionamentos ofensivos e difamatórios, repetindo uma prática nefasta de desqualificar a defesa dos “inimigos da vez”, posto que isso, antes de tudo, gera altíssima audiência e, consequentemente, lucro.

Conclui-se que o crime e a vítima, nas mãos de parte da imprensa, pouco importam, sendo mesmo relevante, somente, o quanto se pode tirar de proveito econômico da repercussão sensacionalista, independente da dor alheia, do respeito à advocacia ou instituições.

Nós criminalistas, que desde a ditadura defendemos incontáveis jornalistas, ficamos com a sensação de que, em alguma medida, essa profissão está impregnada de narcisistas, que pensam que as únicas garantias constitucionais a serem resguardadas no país dizem respeito ao sigilo da fonte e liberdade de imprensa.

Temos um aparato jornalístico que, tecnicamente, está em nível de primeiro mundo, porém, conduzido por pessoas que, enriquecidas e favorecidas pelos tempos de ditadura, seguem repetindo o mesmo padrão persecutório e subdesenvolvido de décadas atrás.

A presente Nota de Repúdio é a antessala de medidas judiciais mais duras e individualizadas que a ANACRIM adotará para este caso, e para todos os outros, sempre que parte da imprensa insista em se utilizar de chicanas jornalísticas para ofender a honra e a dignidade de advogados criminais e da nossa profissão.

Reiteramos a nossa irrestrita solidariedade ao advogado da causa, o qual faz parte de um dos grupos da ANACRIM, reafirmando que não transigiremos com os desrespeitos às nossas prerrogativas, vindos da imprensa ou de qualquer instituição.

Rio de Janeiro, 21 de julho de 2018.

Flávio Fernandes
ANACRIM-RJ
Presidente

James Walker Júnior
ANACRIM
Presidente

Flávia Fróes
ANACRIM
Vice-presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *